domingo, junho 04, 2006

Violência nas escolas

Anda agora aí uma grande celeuma por causa da RTP ter escondido umas câmaras numas salas de aula de escolas problemáticas. Parece que os meninos dessas escolas se portam mal. Mas isto é novidade para alguém? Se calhar só mesmo para os ministros e jornalistas porque devem ter estudado no D. Maria e os filhos devem andar em colégios particulares. No entanto, não é sobre isso que eu quero falar. Quando vi a reportagem reconheço que fiquei com dor de cotovelo. Aqueles putos são uns sortudos, uns priveligiados. O que eu não dava para ter os melhores momentos do meu percurso escolar imortalizados em formato VHS. Guardaria religiosamente o vídeo ao lado da gravação da minha primeira comunhão. Poderia provar tudo o que conto a colegas meus e eles pensam "ok, és um grande tangas". Que sonho seria ter em K7 o Ambrósio a pegar no Afonso pelos colarinhos e a pô-lo fora da sala, uma pila de giz desenhada no cú do Ambrósio, o Nélson a rasgar o teste de matemática em frente ao Ambrósio e a deitá-lo para o lixo, o Chico a levar um recado para casa na caderneta que dizia "o aluno fez «uuuhhhhhh» na aula e disse «merda», «caralho» e «foda-se», as combinações para pôr-mos os relógios a despertar ou apertarmos as sapatilhas à mesma hora, o Nélson a partir os mosaicos do fundo da sala com o martelo de emergência que roubou da carrinha da AVIC, o Hugo a ser expulso de uma aula de História "aí bruta" e a turma a levar faltas disciplinares colectivas... Enfim, que filme! Trocava por todos os filmes porno que cá tenho em casa e pelas minhas cassetes do Rambo I, Rambo II e Rambo III.
Passando agora para o D. Duarte. Que bom seria imortalizar em vídeo aquela queda de moto do Paulo Pais à entrada do portão, o Serra nas aulas de C. T. V., o bombardeamento de papéis e giz à professora de matemática, um ilustre membro deste blog a passar um cartão na ranhura da Laura Nunes, o Moreira a exaltar-se e a ameaçar partir tudo por lhe terem mandado a tampa da caneta Bic pela janela fora, a reunião de emergência do conselho directivo por causa do Cláudio ter escrito num questionário, supostamente anónimo, que "o que mais me marcou foi quando aos 5 anos vi o pito à peixeira", o cabelo do Swings a arder, as respostas da Telma, o incidente "Homem dos Gelados", a ameaça permanente que representava o Baião quando ia equipado de Panama Jack, G-Shock e borboleta, o meu tão famoso risco ao lado e, acima de tudo, o Tonecas a ser sodomizado com o cabo do machado. E muito mais haveria para gravar, mas normalmente as K7 de VHS só têm capacidade para 90 minutos.

6 Comments:

Blogger guedes said...

Não foi na escola...mas eutenho um desses belos momentos ca em casa gravados em vhs!!!
O comboio feito em casa da rita na figueira...

6:06 da tarde  
Blogger FM said...

Se conseguires passar essa cassete pa formato digital e pôr o filme aqui no blog, a malta junta-se e paga-te uma grade.

10:46 da tarde  
Blogger samgs said...

Eu pago!

2:36 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

É isto que achas interessante?! Então se soubesses as minhas histórias...

5:19 da tarde  
Blogger FM said...

ó anónimo, não sei qual será a tua história, mas deve tar relacionada com levar no cú, a ponto de não quereres revelar a tua identidade.

6:38 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Não fiques tão zangado. Por as tuas histórias não serem interessantes não quer dizer que tu não sejas.

11:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home


Site Counter Hit Counter